Produtos

Localizador Instantaneo

burningcrossanim3zg1

death metal

InSatanWeTrust

Enquetes

Qual é o maior problema da cena Underground Nacional ?

Nós temos 24 visitantes online

MR 034 - MIASTHENIA (BRA) - 2017 "XVI/ BATALHA RITUAL" (DIGIPACK

R$35,00
R$25,00
Você Economiza: R$10,00






Você também pode estar interessado neste(s) produto(s)

MR 013 - MIASTHENIA (BRA) - 2014 "LEGADOS DO INFRAMUNDO" (CD)
MR 013 - MIASTHENIA (BRA) - 2014
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00


Misanthropic Records orgulhosamente anuncia seu 34º lançamento: nada mais nada menos que o relançamento do primeiro e segundo álbum do maior representante do Pagan/ Black Metal Sul-Americano: MIASTHENIA.

Dois clássicos fora de catálogo, "XVI" (2000) e "Batalha Ritual" (2004), relançados em luxuoso formato digipack duplo, com novo visual gráfico. Os cds foram remasterizados, conta ainda com 2 Live bônus e encarte com todas as letras e demais informações.

Cópias limitadas, portanto, garanta logo a sua!

 

 
 

XVI e Batalha Ritual: dois discos que celebram a epopeia de uma banda que faz da sua música a vingança ancestral em termos de Heavy Metal

 

A história e o conceito de resistência pagã, levado a cabo pelos brasilienses do Miasthenia, funde-se, na tradução mais próxima de ideologia, com o ímpeto de estrada da própria banda. Formada no ano de 1994 e tendo como única remanescente a vocalista e tecladista Hécate, estes malditos já assustavam a cena underground com seu Black Metal ímpar e carregado de sangue com os lançamentos das demos “Para o Encanto do Sabbat” (1995) e “Faun – Trágica Música Noturna” (1996), além do Split “Visions of Nocturnal Tragedies” (1998). A lírica em português, as referências aos povos antigos e o amadurecimento musical que a banda sempre rogou ao paganismo naquela época, consolidou-se de vez com a produção do primeiro álbum, batizado de “XVI”, lançado em 2001.

O sugestivo título “XVI” faz referência a um século de fascínio e terror das civilizações pré-colombianas frente à emergente colonização cristã-européia do continente. O disco nos revela uma jornada memorial, ao mesmo tempo em que presta homenagem a contos sangrentos sob a égide de Inti e Mama Quilla, o deus-sol e a deusa-lua dos Inkas, respectivamente, ao imaginário cosmogônico de outras manifestações ancestrais que resistiram à cristianização e colonialismo, especialmente, ao genocídio de seus corpos, crenças, saberes e valores.

Se a lírica em “XVI” é rica em detalhes, musicalmente o Miasthenia apresentava um conceito intrigante de técnica e camadas sonoras que permeiam todas as músicas do disco. A adição do guitarrista Thormianak contribuiu para esse fator, aliada às linhas de teclados por parte da vocalista Hécate, trouxeram uma evolução absurda à banda. Além da própria faixa-título, que entregava de cara uma banda que não estava de brincadeira, músicas como “Rituais de Rebelião” e “Onde Sangram Pagãs Memórias”, nasciam clássicas.

O disco “XVI” rendeu inquestionável aceitação no meio underground, além de inúmeras entrevistas e resenhas em fanzines especializados. Todavia, faltava a consolidação de vez, não do nome da banda em si, mais dessa proposta musical que ia de contraponto à zona comum do Black Metal tupiniquim. A resposta mística surgiu de fato com o lançamento do álbum “Batalha Ritual”, uma espécie de codex musical envolto de uma banda coesa, madura e ainda mais instigante. Os corpses-paint dos integrantes da banda começaram a assemelhar a pinturas de guerras de míticas mitologias pagãs sul-americanas. O Miasthenia estava pronto mais uma vez para outra batalha!

Lançado no de 2004, “Batalha Ritual” foi inspirado nas lendas do Eldorado, um reino perdido no coração da grande selva sul-americana, nas histórias de guerreiras do rio Amazonas e nas antigas tradições canibalesca dos tupinambás,povo indígena brasileiro. O álbum é um arcabouço tribal de ideias pinceladas cuidadosamente por Hécate, paralelo também ao avanço de sua formação acadêmica em História, sem soar burocrático ou sútil, as músicas aspiram ódio latente, com sabor áspero de carnificina e antropofágica no que diz respeito às influências do Heavy Metal como um todo. O então Black Metal praticado pelo Miasthenia chegava a um novo patamar.

“Batalha Ritual” se inicia com uma das mais inspiradoras músicas da banda, a selvagem “Necromânticos Ritos de Guerra”, tendo um solo de guitarra cativante que traduz morte e tristeza. “De Natureza Infernal”, “Nos Domínios de Cã” e “Zôster” – uma síntese dessa opereta infernal – são faixas que além de mostrar melhor execução das texturas dos teclados, temos aqui também as melhores linhas vocais e uma cozinha (baixo e, principalmente, bateria) que marcham rumo a um abismo bárbaro e mortal em uma essência pura de se fazer Heavy Metal por estas plagas.

Agora, embalados numa edição luxuosa em digipack, os álbuns “XVI” e “Batalha Ritual” neste relançamento capitaneado pela Misanthropic Records, ganham mais uma vez a grandeza que eles representam para toda a cena extrema. Ambos remasterizados, mas preservando a essência da época, esse novo petardo ainda vem com duas faixas ao vivo como bônus, entre elas “Hynno à Pã”, uma faixa longínqua desses guerreiros que chegaram à maioridade musical e lírica com seus mais de vinte anos de sangue, suor e postura invejável. Esse relançamento também ganha uma nova arte, referenciando todos os elementos da mitologia pagã que o Miasthenia tão bem defende e traz à luz para novos e antigos fãs.

Os antigos espíritos pagãos estão em pleno ritual supremo. Celebre também esse tributo à escuridão contra a colonização desse mundo antigo! Ave Miasthenia!!!

 

 

Slanderer Possessed
Deusdemoteme Zine - 2016


{JFBCLike layout=standard href=http://www.misanthropic.com.br/index.php?option=com_virtuemart&page=shop.product_details&flypage=flypage-albummp3.tpl&product_id=2401&vmcchk=1&Itemid=1 show_faces=true show_send_button=true width=580 action=like font=verdana colorscheme=dark}
{JFBCComments width=580 colorscheme=dark}
Última Atualização: Saturday, 20 July 2019 05:01


Novidades no site:

MR 045 - DEEP MEMORIES (BRA) - 2018
R$20,00
MR 045 - DEEP MEMORIES (BRA) - 2018
R$20,00
MR 044 - INFECTOR (BRA) - 2018
R$20,00
MR 044 - INFECTOR (BRA) - 2018
R$20,00
MR 043 - CAUTERIZATION (BRA) - 2017
R$30,00
MR 043 - CAUTERIZATION (BRA) - 2017
R$30,00
MR 042 - SILENT EMPIRE (BRA) - 2017
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00
MR 042 - SILENT EMPIRE (BRA) - 2017
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00
MR 041 - CORPORATE DEATH (BRA) - 2017
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00
MR 041 - CORPORATE DEATH (BRA) - 2017
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00
MR 037 ABSENT (BRA) - 2018
R$25,00
MR 037 ABSENT (BRA) - 2018
R$25,00
MORTIFER RAGE (BRA) – “FALL OF GODS” (CD)
R$20,00
CAVERNA/VELHO (BRA) - 2014 “SOB O SIGNO DE OUROBOS” (DIGIPACK CD
R$25,00
VENOMOUS BREATH (BRA) - 2014 “ET VISCERAS SANGUIS” (CD)
R$20,00
VAZIO (BRA)  - 2017 “VAZIO” (DIGIPACK CD)
R$20,00
ROTTENBROTH (BRA) - 2016 “VISIONS OF AUTOPSY” (MCD)
R$15,00
SIEGE OF HATE (BRA) -  “RETURN TO ASHES” (DIGIPACK CD)
R$25,00
SUFFOCATION OF SOUL (BRA) - 2014 “THE FIRST ATTACK” (DIGIPACK CD
R$25,00
MR 040 - GRAVE (SUE) - 2015
R$30,00
R$25,00
Você Economiza: R$5,00

Lançamentos Misanthropic Records

Get Adobe Flash player

Sugestões:

MR 045 - DEEP MEMORIES (BRA) - 2018 "REBUILDING THE FUTURE" (CD)
R$20,00

MR 044 - INFECTOR (BRA) - 2018 "METAL DA MORTE" (CD)
R$20,00

MR 043 - CAUTERIZATION (BRA) - 2017 "ID KATHARSIS" (DELUXE DIGIP
R$30,00

MR 042 - SILENT EMPIRE (BRA) - 2017 "DETHRONEMENT OF ALL ICONS"
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00

MR 041 - CORPORATE DEATH (BRA) - 2017 "REBORN" (CD)
R$20,00
R$15,00
Você Economiza: R$5,00

MR 037 ABSENT (BRA) - 2018 "TOWARDS THE VOID" (CD DIGIPACK)
R$25,00

MORTIFER RAGE (BRA) – “FALL OF GODS” (CD)
R$20,00

CAVERNA/VELHO (BRA) - 2014 “SOB O SIGNO DE OUROBOS” (DIGIPACK CD
R$25,00

VENOMOUS BREATH (BRA) - 2014 “ET VISCERAS SANGUIS” (CD)
R$20,00

VAZIO (BRA) - 2017 “VAZIO” (DIGIPACK CD)
R$20,00

ROTTENBROTH (BRA) - 2016 “VISIONS OF AUTOPSY” (MCD)
R$15,00

SIEGE OF HATE (BRA) - “RETURN TO ASHES” (DIGIPACK CD)
R$25,00